Page 7 of 15

Re: IpseDixit - Português de Portugal

Posted: 2015-02-11, 8:45
by Luís
Falta o espaço: de a

Não há nenhum infinitivo pessoal na frase, por isso não estou a perceber a pergunta... :hmm:

Re: IpseDixit - Português de Portugal

Posted: 2015-02-11, 14:17
by IpseDixit
E como o chamaria isso? :hmm:

Eu acho também que há mais probabilidades de a robótica abrir


Eu acho que em todas as outras línguas românicas havia preciso duma subordinada com que nesse caso.

Re: IpseDixit - Português de Portugal

Posted: 2015-02-12, 8:31
by Luís
Podes usar o "que", se quiseres. O que não pode faltar é o "de":

A probabilidade de eu fazer...
A probabilidade de que eu faça...

Os estudantes de português geralmente preferem evitar o conjuntivo... :P

Re: IpseDixit - Português de Portugal

Posted: 2015-02-15, 19:30
by OldBoring
Claro. O português é a única língua românica com o infinitivo pessoal, então porquê não usá-lo? Deixo o conjuntivo ao italiano e ao espanhol. :D

Re: IpseDixit - Português de Portugal

Posted: 2015-02-15, 19:38
by Osias
Por que não vivermos essa emoção?

Re: IpseDixit - Português de Portugal

Posted: 2015-02-15, 21:12
by IpseDixit
Youngfun wrote:Claro. O português é a única língua românica com o infinitivo pessoal, então porquê não usá-lo? Deixo o conjuntivo ao italiano e ao espanhol. :D


Mas ele disse que isso não é infinitivo pessoal!

Re: IpseDixit - Português de Portugal

Posted: 2015-02-18, 15:58
by IpseDixit
Are there any instances where the auxiliary of compound tenses is haver instead of ter?

Re: IpseDixit - Português de Portugal

Posted: 2015-02-19, 20:10
by Luís
Yes, they're grammatically equivalent but it sounds a bit formal/literary/archaic.

havia feito/tinha feito
haverá dito/terá dito


Never in the present, though.

* hei dito
* hás feito

Re: IpseDixit - Português de Portugal

Posted: 2015-07-25, 7:56
by IpseDixit
Traduzi a primeria parte deste artigo, podem corrigí-lo?

Os cientistas conectaram diretamente o cérebro de vários animais e observaram-os cooperar numa tarefa comum para a primeira vez, criando um "super cérebro". O estudo podria trazer à comunicação telepática entre humanos como mostra que os cérebros podem ser diretamente conectados para compartilhar informações.

Miguel Nicolelis, Professor de Neurociências na Duke University em North Carolina, publicou um estudo em Scientific Reports a semana pasada, investigando os efectos de conectar o cérebro de diferentes ratazanas para processar tarefas motórias e mnemônicas basicas.

O experimento, feito por Nicoleis e o seu equipo na Duke University, mostra que o poder coletivo dos cérebros de variadas ratazanas pode trazé-as a completar a tarefa num ritmo igual ou mais alto que o de um cérebro individual.

Re: IpseDixit - Português de Portugal

Posted: 2015-07-25, 14:44
by Luís
Aqui tens... :)

IpseDixit wrote:Traduzi a primeiria parte deste artigo, podem corrigi-lo?

Os cientistas conectaram diretamente o cérebro de vários animais e observaram-nos a cooperar numa tarefa comum para a pela primeira vez, criando um "super cérebro". O estudo poderia trazer levar à comunicação telepática entre humanoscomo ao mostrar que os cérebros podem ser diretamente conectados para compartilhar informações.

Miguel Nicolelis, Professor de Neurociências na Duke University em North na Carolina do Norte, publicou um estudo em no Scientific Reports a semana pasada, investigando os efeitos de conectar o cérebro de diferentes ratazanas para processar tarefas motorias e mnemónicas básicas.

O experimento A experiência, feita por Nicoleis e o seu equipo a sua equipa na Duke University, mostra que o poder coletivo dos cérebros de variadas ratazanas pode trazé-as levá-las a completar a tarefa num ritmo igual ou mais alto que o de um cérebro individual.

Re: IpseDixit - Português de Portugal

Posted: 2015-07-25, 15:07
by IpseDixit
Muito obrigado!

Re: IpseDixit - Português de Portugal

Posted: 2015-07-26, 12:11
by IpseDixit
Outro texto:

Modern art has always had an affinity for the gargantuan. Ironically, its very reductivism—a preference for simplicity, stripped-down geometric form and a disdain for the exquisitely made objet d’art destined for a rich collector’s mantelpiece—often meant an increase in scale.

A arte moderna sempre teve uma afinidade para o gigantesco. Ironicamente, o seu redutivismo—uma preferência para a semplicidade, formas geométricas reduzidas ao mínimo e um desdém para os objetos de arte requintadamente laborados e destinados ao lintel dum rico colecionista—significava frequentemente um aumento de escala.

From Vladimir Tatlin’s (never built) “Monument to the Third International”, designed just after the Russian revolution, to Pablo Picasso’s “Guernica”, which he completed nearly two decades later, artists hoping to make an impact on a world dominated by mass media and mass production had to go big even to get noticed.

Desde o (nunca construido) “Monumento à Terceira Internacional” de Vladimir Tatlin, projetado imediatamente depois da revolução rusa, a “Guernica” de Pablo Picasso, a qual ele completou quase dois décadas mais tarde (depois?), os artistas que esperavam fazer un impacto num mundo dominado pelos mass media e a produção de masa tinham de fazer coisas mais e mais grandes para ser notados.

A tendency towards the oversized was particularly pronounced in the final third of the 20th century as modernism grew middle-aged and comfortable. Creating artworks on a scale so vast that no one could possibly buy them, and few galleries could even show them, was one way of demonstrating a contempt for the marketplace that cheapened creativity even as it inflated prices.

Uma tendência para os tamanhos exagerados foi particularmente acentuada nas três décadas finais do vigésimo século enquanto o modernismo tornava-se de media edade e confortável. Criar obras de arte numa escala tão vasta que ninguém pudesse comprá-las, e que poucas galerias pudiam expor, era uma maneira para demonstrar o desprezo para o mercado o qual degradava a creatividade enquanto inflava os preços.


Multi-storey creations made from industrial materials and acre-sized works bulldozed into remote desert landscapes offered an alternative to the empty glitz of chic urban spaces.

Criações de variados andares feitas de materiais industriais e obras grandes acres feitas com o bulldoze em paisagens desertas remotas oferiam uma alternativa à vazia ostentação dos espaços urbanos chic.

Re: IpseDixit - Português de Portugal

Posted: 2015-08-01, 14:37
by Luís
Nada mau! :D

IpseDixit wrote:Outro texto:

A arte moderna sempre teve uma afinidade para o gigantesco. Ironicamente, o seu redutivismo—uma preferência para a simplicidade, formas geométricas reduzidas ao mínimo e um desdém para os pelos objetos de arte requintadamente elaborados e destinados ao lintel dum rico colecionista—significava frequentemente um aumento de escala.

Desde o (nunca construido) “Monumento à Terceira Internacional” de Vladimir Tatlin, projetado imediatamente depois da revolução rusa, a “Guernica” de Pablo Picasso, a qual ele completou quase dois duas décadas mais tarde/depois, os artistas que esperavam fazer ter um impacto num mundo dominado pelos mass media e a produção de em massa tinham de fazer coisas mais e mais grandes cada vez maiores para serem notados.

Uma tendência para os tamanhos exagerados foi particularmente acentuada nas três décadas finais do vigésimoséculo vinte enquanto o modernismo se tornava-se de media idade e confortável. Criar obras de arte numa escala tão vasta que ninguém pudesse comprá-las, e que poucas galerias podiam expor, era uma maneira para de demonstrar o desprezo para o pelo mercado o qual degradava a criatividade enquanto inflacionava os preços.


Criações de variados vários andares feitas de materiais industriais e obras grandes acres de hectares feitas com o bulldozer em paisagens desertas remotas ofereciam uma alternativa à vazia ostentação dos espaços urbanos chiques.

Re: IpseDixit - Português de Portugal

Posted: 2015-08-01, 15:54
by IpseDixit
:D

Tenho uma pergunta sobre a canção Mais Que Nada.

samba de preto velho
Samba de preto tu


O que significa? :dunno:

Re: IpseDixit - Português de Portugal

Posted: 2015-08-04, 12:11
by Osias
O Preto Velho é um personagem tradicional da cultura brasileira:

https://www.google.com.br/search?q=pret ... 80&bih=601


Mas é possível que nessa letra não se esteja falando "do" preto velho, mas de pretos velhos em geral, literalmente "black old men's samba".

Já "preto tu" é literalmente "black you" e não sei se tem outro significado ou trocadilho.

Re: IpseDixit - Português de Portugal

Posted: 2015-09-03, 20:27
by IpseDixit
Chinese film regulators have approved screenings of a movie featuring a gay relationship for the first time, according to its director, Wang Chao, who broke the news via a post on Weibo, the Chinese version of Twitter. Chao described the decision as "a small step for the film department and a big step for the members of the film industry."

Os reguladores chinêses de filmes aprovaram um filme com uma relação gay pela primeira vez, segundo o seu diretor, Wang Chao, que deu a noticia através um post no Weibo, a versão chinesa do Twitter. Chao descriveu a decisão como "um pequeno passo pelo departamento dos filmes e um grande passo pelos membros da industria cinematográfica."

The film, called Seek McCartney, follows a secret cross-cultural relationship between a French and Chinese man and is being hailed by critics as "a breakthrough in the country's heavily censored media," reports AFP. It was co-produced by studios in France and China, and stars popular Chinese singer and actor Han Geng and French actor Jeremy Elkain, playing the lead roles.

O filme, chamado Seek McCartney, segue uma relação segreda multicultural entre um homem francês e um chinês e está a ser aclamado pelos criticos como "um avanço nos medias daquele pais, os quais são demasiadamente censurados." reporta AFP. O filme foi co-produzido por studios em França e em China, e estrela o popular cantor e ator chinês Han Geng e o ator francês Jeremy Elkain, os quais têm o rolo de protagonista.

However, Chinese LGBT filmmaker and rights activist, Fan Popo, said it was too soon to celebrate given the Chinese government's unpredictable implementation of censorship. "The fact that this film can be released in theatres doesn't mean gay films in the future will be able to be released in China," he told AFP, adding that the screening "depends heavily on the individual censor's whims."

Todavia, o diretor e ativista LGBT chinês Fan Popo disse que está demasiado cedo para celebrar consideradas as implementações imprevediveis da censura do governo chinês. "O fato deste filme poder ser lançado nos cinemas não significa que filmes gay no futuro puderam ser lançados em China," disse ao AFP, adicionando que a projeção "depende demasiadamente dos caprichos individuais dos censores".

Re: IpseDixit - Português de Portugal

Posted: 2015-09-05, 11:22
by Luís
IpseDixit wrote:Os reguladores chineses de filmes aprovaram um filme com uma relação gay pela primeira vez, segundo o seu diretor, Wang Chao, que deu a notícia através de um post no Weibo, a versão chinesa do Twitter. Chao descreveu a decisão como "um pequeno passo pelo para o departamento dos filmes e um grande passo pelos para os membros da industria cinematográfica."

O filme, chamado Seek McCartney, segue uma relação secreta multicultural entre um homem francês e um chinês e está a ser aclamado pelos criticos como "um avanço nos mediasdaquele pais, os quais são demasiadamente censurados." reporta a AFP. O filme foi co-produzido por estúdios em França e em na China, e estrela tem o popular cantor e ator chinês Han Geng e o ator francês Jeremy Elkain, os quais têm o rolo no papel de protagonistas.

Todavia, o diretor e ativista LGBT chinês Fan Popo disse que está é demasiado cedo para celebrar consideradas tendo em conta as implementações imprevisíveis da censura do governo chinês. "O facto deste filme poder ser lançado nos cinemas não significa que filmes gay no futuro puderam possam ser lançados em na China," disse à AFP, adicionando que a projeção "depende demasiadamente dos caprichos individuais dos censores".

Re: IpseDixit - Português de Portugal

Posted: 2015-09-05, 18:33
by IpseDixit
Obrigado! :)

Re: IpseDixit - Português de Portugal

Posted: 2015-09-05, 20:19
by Osias
IpseDixit wrote::D

Tenho uma pergunta sobre a canção Mais Que Nada.
Esqueci de falar. Reparando no título deste tópico... isso é Português Brasileiro Com ForçaTM

Re: IpseDixit - Português de Portugal

Posted: 2015-09-06, 11:22
by IpseDixit
J.R.R. Tolkien's first piece of prose, The Story of Kullervo, a dark retelling of a 19th century Finnish epic poem, has been published today. Written in 1915 when he was 23 years old and studying at Oxford University, Tolkien retells the story of an unfortunate orphan sold into slavery.

O primeiro pedaço de prosa de J.R.R. Tolkien, A História de Kullervo, uma escura re-adaptação dum poema épico finlandês do século décimo nono, foi publicado hoje. Escrito em 1915 quando tinha 23 anos e estava a estudar na Universidade de Oxford, Tolkien re-escrive a história dum órfão vendido como escravo.

The Story of Kullervo, is taken from Finnish poem The Kalevala and is considered to be the "foundation in the structure of Tolkien's invented world", according to HarperCollins who have published the book. Tolkien wrote that this first endeavour was "the germ of my attempt to write legends of my own" and was the author's first known attempt at writing fantasy before he went on to compose his best known works, The Hobbit in 1937, and The Lord of the Rings trilogy written in stages between 1937 and 1949.

A História de Kullervo, foi pegada do poema finlandês O Kalevala e é considerado a "fundação na estrutura do mundo inventado de Tolkien", segundo o HarperCollins, que publicou o livro. Tolkien escreveu que este primeiro esforço foi "o germe da minha tentativa de escriver legendas inventadas por mim mesmo." e foi a primeira tentativa conhecida de escriver fantasia antes de compor as suas obras mais conhecidas, O Hobbit do 1937, e a trilogia de O Senhor dos Anéis escrita em etapas diferentes entre o 1937 e o 1949.

These four works helped to make Tolkien one of the most renowned fantasy writers, and over 150 million copies of his books have been sold worldwide, making him one of the best-selling fiction authors in the world. The books were adapted by director Peter Jackson into a highly popular, award-winning film series which grossed over $5 billion.

Esta quatro obras ajudaram a tornar Tolkien num dos escritores de fantasia mais renomados, e além de 150 miliões de cópias dos seus livros foram vendidas em tudo o mundo, tornando-o um dos autores de ficção de grande sucesso. Os livros foram adaptados por Peter Jackson numa série extremamente popular que ganhou muitos prêmios e teve um lucro bruto de 5 bilhões.