Um espanhol aprendendo português

Moderator: Luís

dani87
Posts: 3
Joined: 2009-09-15, 17:13
Real Name: Dani
Gender: male
Location: Vigo
Country: ES Spain (España)
Contact:

Um espanhol aprendendo português

Postby dani87 » 2009-09-21, 14:10

O meu nome è Dani e sou da Galícia, Espanha. Eu gosto muito do português e falo galego, uma lingua muito parezida. Muita gente diz que è um dialecto do português... eu acho que não è, porque o galego vem do latín, como o espanhol ou o francês.
Estudiei 1 ano na Escola de Linguas de Vigo o português, mas o meu professor era um completo amargurado. Então não aprendi muito. Fui 2 vezes em Portugal, uma vez em Porto e outra em Lisboa / Algarve. Parece um país muito bonito e, na verdade, gostaria de conhecer-lo melhor. Tenho um amigo brasileiro, muitas vezes falamos em português.

Se precisas de ajuda com o espanhol ou estás interessado em aprender algo de galego, aqui estou eu! 8-)

sergiolopes
Posts: 1007
Joined: 2006-08-11, 18:08
Gender: male
Country: PT Portugal (Portugal)

Re: Um espanhol aprendendo português

Postby sergiolopes » 2009-09-23, 20:12

O Galego e o Português já foram a mesma língua em tempos idos, tendo depois cada uma seguido o seu caminho. Há quem defenda tratarem-se ainda da mesma língua, incluindo muitos galegos. Ainda há muito a unir as duas línguas, especialmente nas variantes do norte de Portugal. Conheço muito boa gente que ainda diz "auga" em vez de água. :lol:

Fabiano
Posts: 141
Joined: 2005-05-10, 19:54
Real Name: Fabiano Lourenço
Gender: male
Location: São Paulo
Country: BR Brazil (Brasil)

Re: Um espanhol aprendendo português

Postby Fabiano » 2009-11-19, 12:43

O galego e o português não podem, a meu ver, ser considerados duas línguas distintas, pois a semelhança é muito grande. No máximo, devem ser considerados como dialetos uma da outra.

Lembro que da primeira vez que li um texto em galego achei que se tratasse de um texto mal impresso, cheio de erros de ortografia. Mesmo assim consegui compreender 100% do que estava escrito.

Rivaldo
Posts: 281
Joined: 2008-07-07, 16:29
Real Name: Rivaldo José
Gender: male
Location: Minas
Country: BR Brazil (Brasil)

Re: Um espanhol aprendendo português

Postby Rivaldo » 2009-11-19, 22:53

eu não manjo de teorias linguísticas, daí não sei qual a definição usual de "dialeto"

mas se "dialeto" for uma relação entre iguais, tipo, A é dialeto de B, assim como B de A, sem nenhuma predominância, realmente galego e português me parecem que são dialetos.. Assim como Urdu e Hindi, me parecem os dois casos ser exemplos de uma mesma língua ficcionalmente dividida por razões políticas/ideológicas.

User avatar
linguopolitano
Posts: 311
Joined: 2009-02-25, 5:39
Gender: male
Location: Belgrade
Country: RS Serbia (Србија)

Re: Um espanhol aprendendo português

Postby linguopolitano » 2009-11-20, 10:00

Rivaldo wrote:eu não manjo de teorias linguísticas, daí não sei qual a definição usual de "dialeto"

mas se "dialeto" for uma relação entre iguais, tipo, A é dialeto de B, assim como B de A, sem nenhuma predominância, realmente galego e português me parecem que são dialetos.. Assim como Urdu e Hindi, me parecem os dois casos ser exemplos de uma mesma língua ficcionalmente dividida por razões políticas/ideológicas.


Definir o dialeto é um dos problemas mais difíceis de resolver na linguística e, normalmente, os critérios extralinguísticos (políticos, econômicos, históricos...) são aplicados quando se traçam limites entre línguas. Há dezenas de casos como galego e português no mundo. O caso da minha língua (servo-croata) é um deles.

Rivaldo
Posts: 281
Joined: 2008-07-07, 16:29
Real Name: Rivaldo José
Gender: male
Location: Minas
Country: BR Brazil (Brasil)

Re: Um espanhol aprendendo português

Postby Rivaldo » 2009-11-20, 12:01

hmm então é mais ou menos como supunha. o que acho complicado, é que embora boa parte dos falantes de um urdu ou um português possam não ver problema na distinção ou até gostar dela, uma outra parte dos falantes pode ver. a ideologia é sempre de alguém, para alguma finalidade.

desconfio que essa necessidade de se distinguir uma língua em duas deve se basear em distinções de "cultura", estado-nação que deve ser de tal cultura, racismos baseados em desenvolvimento de tal ou tal cultura.. enfim, deve ter muita lama no meio, rs.

Fabiano
Posts: 141
Joined: 2005-05-10, 19:54
Real Name: Fabiano Lourenço
Gender: male
Location: São Paulo
Country: BR Brazil (Brasil)

Re: Um espanhol aprendendo português

Postby Fabiano » 2009-11-29, 14:09

Bem sempre pensei que a determinação do que constitui um dialeto e o que constitui uma língua separada fosse o grau de inteligibilidade mútua entre duas variantes linguísticas, que no caso do galego e do português é quase de 100%.

No caso do português e do espanho, por exemplo, a inteligibilidade é bem menor, embora as duas línguas ainda sejam excessivamente parecidas.

User avatar
linguopolitano
Posts: 311
Joined: 2009-02-25, 5:39
Gender: male
Location: Belgrade
Country: RS Serbia (Србија)

Re: Um espanhol aprendendo português

Postby linguopolitano » 2009-12-01, 11:09

Fabiano wrote:Bem sempre pensei que a determinação do que constitui um dialeto e o que constitui uma língua separada fosse o grau de inteligibilidade mútua entre duas variantes linguísticas, que no caso do galego e do português é quase de 100%.


Este é o critério puramente linguístico que, infelizmente, perde a preferência na separação de línguas e na criação de línguas autônomas.

Vejam só um caso muito interessante que é um bom exemplo desse fenômeno:
Na cidade de Sarajevo, na Bósnia-Herzegovina (que antes fazia parte da Iugoslávia) vivem vários povos, mas os mais importantes são bósnios, croatas e sérvios. Antes todos diziam que falavam uma única língua: o servo-croata. Hoje, se escutarmos três pessoas, cada uma representando o seu povo, que têm a mesma idade, a mesma formação e que cresceram nas mesmas condições, vamos ver que falam esta língua absolutamente da mesma maneira e que não há diferenças (a não ser que sejam diferenças individuais, que todos nós sempre temos). Portanto, os três continuam falando a mesma língua, só que o bósnio vai dizer que fala bósnio, o croata vai dizer que fala croata e o sérvio vai dizer que fala sérvio. Na verdade, os três continuam falando servo-croata (ao qual podemos pôr algum outro nome também, como por exemplo o BCS que tem sido usado; para os linguistas isso não tem importância alguma) mas, devido às questões políticas e sócio-psicológicas, não o admitem.

Casos semelhantes podem ser registrados pelo mundo inteiro.


Return to “Portuguese (Português)”

Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest